Tesouro Direto

Tesouro Direto: O que é, como Funciona e Como investir

Tesouro Direto

De acordo com o site da Secretaria do Tesouro Nacional, o Tesouro Direto é um programa desenvolvido pela secretaria em parceria com a BM&F Bovespa, a bolsa de valores oficial do Brasil, para fazer a venda de títulos públicos federais para pessoas físicas, através do uso da internet. Essa plataforma é muito escolhida por pessoas que desejam realizar investimentos na compra e venda de títulos.

Como funciona o Tesouro Direto

Apesar de ter sido criado em 2002, muitas pessoas ainda não conhecem muito bem como esse programa funciona. Basicamente, a pessoa investirá nos títulos públicos, que são ativos de renda fixa.

O que acontece a partir daí é o seguinte: investe-se em compra de um desses títulos do tesouro direto, o que é na verdade, um empréstimo de dinheiro ao governo do Brasil. Em troca, você receberá, no futuro, uma remuneração por conta desse dinheiro aplicado, juntamente, com os juros sobre esse empréstimo.

Vale ressaltar que é algo totalmente seguro, rentável e que auxilia a economia do país, bem como em investimentos em diversos setores responsáveis para o desenvolvimento da nação. Esse é o tipo de investimento com menos risco da economia, pois são totalmente garantidos pelo Tesouro Nacional.

O passo a passo da operação é:

Se você pretende começar a investir no Tesouro Direto e pensa que é tudo muito complicado, não se engane. É muito simples comprar seu primeiro título público do Governo, confira o passo a passo abaixo.

  1. abertura de conta em um agente de custódia (banco ou corretora de valores);
  2. envio de documentação exigida;
  3. recebimento de uma senha da BM&F Bovespa;
  4. acesso à área restrita do programa;
  5. compra e venda dos títulos.

Tipos de títulos do Tesouro

Existem alguns títulos que podem ser entendidos como os do Tesouro Direto. Esses são divididos e organizados a partir de três itens: a taxa selic, os indexados ao IPCA e os que estão ligados a uma taxa pré-fixada. Saiba quais são as diferenças!

Tesouro Selic:

Para iniciar vamos discorrer sobre a opção que apresenta maior liquidez, ou seja, que vai render melhores resultados ao investir. É o título mais negociado do mercado, justamente pelo fato de render 100% da taxa selic, independente do quanto ela se modifique durante o ano. É o que possui menor risco dentre todo o setor financeiro nacional, sendo considerado o título mais seguro do Brasil. É uma opção muito viável para quem deseja iniciar investimentos. Não há risco de desvalorização e o investir continuará sempre ganhando. Ainda há o fato de que sua aplicação inicial não precisa de altos valores. Quem deseja investir em curto prazo, essa é a opção mais vantajosa;

Tesouro IPCA

É considerado o mais popular dentre os títulos do Tesouro Direto. É chamado também de investimento pós-fixado, pois seu rendimento é ajustado de acordo com o IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Amplo (índice que mede a inflação no país). O rendimento é calculado a partir de 100% da taxa de inflação. Além disso, oferece um rendimento extra. O mais interessante é que as duas taxas são calculadas separadamente, o que é muito vantajoso para o investidor.

Para quem deseja investir em longo prazo, essa é a melhor opção. Seu pagamento pode ser feito com juros semestrais, os quais devem ser realizados no primeiro dia útil de cada semestre (janeiro e julho) ou também sem juros semestrais, cujo pagamento é feito diariamente no valor do título, sendo considerado mais arriscado e com riscos de desvalorização;

Tesouro Pré-Fixado

Esse título utiliza uma taxa de juros já fixada previamente ao dinheiro investido. É mais utilizado por quem tem conhecimento de mercado, sendo considerado arriscado. Diferente das taxas pós-fixadas, esse permite que o investidor saiba exatamente o valor que receberá no momento do resgate.

Seu grande mérito é não sofrer com as variações decorrentes da situação econômica do país. O tempo recomendado é em médio prazo, pois como não há variação na rentabilidade, proporciona uma liquidez baixa. O melhor momento para investir nesse título é quando a taxa selic está em queda.

Simulador Tesouro Direto

Nada melhor que saber quanto irá render seu dinheiro antes de aplicar no tesouro direto. Pensando nisso, criamos uma ferramenta que permite que qualquer um faça uma simulação de investimento antes de aplicar seu dinheiro no tesouro nacional. Acesse aqui o simulador do tesouro direto.

Como investir no Tesouro Direto

Um investimento mínimo no Tesouro Direto custa R$30,00. Já o máximo, R$ 1.000.000,00. É possível realizar a compra de títulos todos os dias, das 9h00 às 5h00 do dia seguinte. A venda é sempre realiza nas quartas-feiras, das 9h00 até às 5h00 da quinta-feira. A rentabilidade é variável de acordo com os títulos escolhidos. Com isso, não é possível dizer se haverá perda ou ganho financeiro caso opte por vender o título antecipadamente. Isso é muito variável de acordo com as condições do mercado na data.

Porém, o investidor receberá o valor integral correspondente à rentabilidade acertada no momento da compra, se permanecer com seu título até o vencimento, independente das variações que ocorram nesse espaço de tempo. De forma geral, vale a pena, pois, além de não precisar de muito para realizar o investimento inicial no Tesouro Direto, que possui baixas taxas de administração, os riscos são muito pequenos e a liquidez é totalmente garantida pelo Tesouro Nacional.

Gostou deste conteúdo? Deixe um comentário e compartilhe sua opinião conosco! E não esquece de acompanhar as novas postagens!

 

Leave a Reply

Comodo SSL